Fala Campeão

Mister Universo luta por patrocínio

 

 Às voltas com a busca de patrocínio, o nativo da Ilha Eduardo Corrêa, 27 anos, se prepara para encarar seus primeiros desafios como profissional, após vencer as mais importantes competições como Bodybuilder (culturista) amador. Corrêa é simplesmente o segundo brasileiro a conquistar esta façanha em toda a história do desporto. No Brasil, as competições ainda são muito tímidas. É nos Estados Unidos que acontecem as maiores e mais bem pagas disputas. Atleta disciplinado, Eduardo persegue essa meta com a preocupação de encontrar apoiadores para mais essa conquista.
No ano 2000, Eduardo começou a praticar o bodybuilding (culturismo). Sua ascensão foi meteórica. Em 2001, participou da sua primeira competição e sagrou-se campeão estadual. No ano seguinte, venceu o Brasileiro na categoria júnior. Classificou-se para o Mister Universo na Inglaterra e também ganhou. Foi muito badalado pela mídia brasileira na ocasião. Em 2003, Eduardo resolveu ir morar nos Estados Unidos para continuar seus treinamentos e acompanhar o desenvolvimento do seu esporte mais de perto. Participou do Mister Olympia, em Las Vegas, e do Arnold Classic e saiu campeão mais uma vez. Essas duas competições têm as maiores premiações do mundo e em torno delas são investidos milhares de dólares de tão popular que é o esporte nos Estados Unidos. Em 2004, venceu o Excalibur. Em 2006, pegou o segundo lugar no Campeonato Mundial da Federação Internacional de Culturismo a International Federation of Bodybuilding (IFBB) para, em 2007, vencer na Coréia o campeonato amador. Em 2008, ganhou o MD Cyber Classic e também o amador Arnold Classic.

 “Tenho muita esperança de conseguir patrocínio para fechar meu calendário de competições até o final do ano. Minha esposa, Carol Saraiva, que é também minha personal treiner tem procurado empresas para conseguir esse apoio, mas em Santa Catarina esse esporte quase não é valorizado”, avalia o atleta sem desanimar. Carol, além de ajudar na parte técnica do treinamento de Eduardo também dá suporte emocional para que ele possa se concentrar em sua rotina de treinamentos.
A vida de Eduardo exige uma rígida disciplina. “Faço três períodos de treinamentos diários, dois de exercícios cardiovasculares e um período de peso. Treino quatro dias e descanso um”, explica. Sua dieta é à base de proteína e carboidratos. “Evito alimentos que contenham açúcar. Uso alguns suplementos e shakes com proteínas e aminoácidos. Anabolizantes sintéticos são proibidos. Passamos por antidoping durante as competições. Acho que meu segredo é que convivo bem com minha rotina”, segreda o atleta. Há cerca de dois anos, ele resolveu não ficar fazendo dietas rigorosas só quando se aproximavam as competições e partiu para uma reeducação alimentar. Come a cada três horas. Faz seis refeições por dia intercalando peixe, frango e carne na sua ingestão de proteínas para não enjoar do cardápio. A variação o mantém mais feliz e disposto para enfrentar a rotina puxada. “Isso se reflete positivamente no resultado”, garante. Mas uma vez por semana se libera para comer alguma coisa que gosta fora da dieta.


Conheça mais sobre o desporto

 A prática do bodybuilding - também conhecida como culturismo – tem como objetivo principal melhorar a estética corporal se utilizando de equipamentos como pesos, halteres e máquinas de musculação. Mas o desporto não se limita ao levantamento de pesos, sendo necessário conjugar uma boa alimentação e descanso. O equilíbrio entre estes três fatores conjugados é o segredo para a obtenção de ganho de massa muscular com saúde. O treino deve ser razoável, sem ser esgotante com a resistência de pesos e demais atividades físicas. A alimentação também deve incluir boas porções de proteína e outros suplementos alimentares, visando à liberação de hormônios para síntese protéica. E, no mínimo, oito horas de sono ao dia para a recomposição muscular. Esta prática não se resume a fazer o corpo crescer. Harmonia é fundamental para que todas as partes do corpo sejam trabalhadas proporcionando um equilíbrio escultural.
A principal federação internacional de culturismo é a International Federation of Bodybuilding (IFBB) a qual desenvolve o principal campeonato de culturismo mundial – Mr. Olympia. O maior bodybuilder (culturista) vencedor por sete vezes da categoria é Arnold Schwarzenegger. Considerado a estrela maior do desporto pela sua capacidade de inventividade e habilidade no campo do bodybuilding .


Fotos| Marco Cezar
Texto| Rita de Cássia Costa


Catarinense Thiago Tavares vence sua segunda luta no UFC
Ilhéu vence luta em Las Vegas e se prepara para o próximo UFC em Hollywood
       
 
   
desenvolvido por VirtuaComm Soluções Internet