NutriÁ„o

Coco


 Quando se fala em coco a primeira coisa que vem a cabeça é o coco-da-baía. No Brasil, seus maiores cultivadores são: a Bahia, o Amazonas, Pernambuco, Maranhão e Piauí.
A casca do coco e relativamente fina e lisa. Por baixo, há uma espessa capa fibrosa que envolve uma camada muito dura, dentro da qual fica a semente, uma massa suculenta, e de cor branca. Quando o coco é verde, essa parte é pouco desenvolvida e mole, guardando muita água no seu interior. Á medida que o coco vai amadurecendo, a parte carnosa se torna mais consistente e a água diminui. A massa pode ser consumida crua, em seu estado natural, ralada, ou ainda transformada em deliciosos pratos culinários.
Uma fruta rica em proteínas, gorduras, calorias, sais, hidratos de carbono e vitaminas A, B1, B2, B5 e C. Seus efeitos curativos se devem, principalmente, ao seu conteúdo de magnésio. Boa fonte de ferro e fibras, contém grande quantidade de ácidos graxos, de fácil digestão. O ser humano necessita dele para conservação da tensão muscular. Sabe-se que a polpa do coco age como adstringente nas hemorróidas. A água de coco verde é deliciosa, refrescante, nutritiva e terapêutica, além de exótica. Sua composição físico-química é semelhante à do soro fisiológico.

São muitos os benefícios da água do coco. É fruta tem alto poder antioxidante e colabora na diminuição da produção de radicais livres, graças à ação da vitamina E.
Porém, contém grande quantidade de gordura saturada e calorias.
A gordura apresenta grande concentração de ácido láurico, o mesmo presente no leite materno. Ajuda a regular a função intestinal, tanto nos casos de prisão de ventre como nos de diarréias. E ainda protege a flora amiga.
Ajuda a reduzir o colesterol ruim (LDL) e promove a elevação do bom (HDL), contribuindo assim para a prevenção e o tratamento das doenças cerebrais e cardiovasculares. O coco melhora o sistema imunológico, previne e age no combate a bactérias e fungos. Consequentemente, facilita a absorção dos nutrientes, aumentando todas as defesas do organismo.
 

____________________________________________________________________ 

 Dicas|
Hidrata e amacia a pele, reduz o nível de colesterol, combate a verminose infantil, previne e auxilia no tratamento da artrite, controla a pressão arterial, combate a desidratação, repõe imediatamente a energia, evita vômitos e náuseas durante a gravidez, depura o sangue, é calmante natural, reduz a febre, trata de úlcera estomacal, combate a prisão de ventre, previne o enjôo causado pela maresia.
Uma porção de 225 ml de água de coco contém apenas 60 calorias provenientes dos açúcares que possui. A água de coco é também recomendada nos casos de desidratação por ser um excelente soro vegetal, podendo inclusive substituir o plasma sangüíneo temporariamente. A polpa do coco é rica em óleo. Na verdade, mais de 90% dos ácidos graxos do coco são classificados como saturados. Assim o óleo do coco é mais saturado que a gordura da manteiga ou da carne vermelha. Este nível de saturação produz um óleo que não se torna rançoso, ideal para a confeitaria comercial. Porém à um inconveniente: gorduras saturadas tendem a aumentar os níveis de colesterol no sangue. por outro lado, meio copo de polpa contém ácidos graxos fáceis de serem ingeridos e cerca de 1mg de ferro e boa quantidade de fibra.
Estudos realizados há mais de 30 anos comprovaram que ela estimula a função da tireóide. O bom funcionamento dessa glândula faz com que o mau colesterol (LDL) produza hormônios necessários na prevenção de doenças e outros males crônicos.
Ele controla a compulsão por carboidratos, pois proporciona uma sensação de saciedade e não estimula a liberação de insulina. Dessa forma, diminui a compulsão por doces.

E ainda|
* O óleo de coco não deve ser submetido a processo de refinação. Quando refinados, perdem seus antioxidantes e alguns ainda são hidrogenados, transformando-se nas gorduras trans, estas, sim, muito nocivas à saúde.
* O óleo de coco extra-virgem é um tipo de gordura que não se acumula no organismo, indicado para preparo de alimentos de quem deseja controlar o consumo de gorduras, como no tratamento da celulite. A composição química do óleo de coco extra-virgem é formada predominantemente por triglicerídeos de cadeia média, o que contribui para que não seja depositado no organismo. O óleo de coco leva apenas 18 dias para o seu completo metabolismo. Os demais óleos, como o de soja, canola e girassol demoram mais de 58 dias para serem digeridos pelo organismo.

Por ser fonte de minerais como sódio e potássio é excelente para o verão, pois repõe rapidamente as perdas desses minerais através da urina e pele, e ainda evita a desidratação. Mas outros minerais são encontrados na água de coco, tais como: cálcio, manganês, magnésio, cobre e ferro. A vitamina C encontrada no coco atua no sistema imunológico aumentando a resistência contra infecções, colabora com a absorção de ferro no organismo e auxilia na prevenção de câncer de estômago e pulmão.

Com todas essas vantagens que tal incluir o coco na sua alimentação?!

Texto extraído dos sites www.portalsaofrancisco.com.br, http://corpoacorpo.uol.com.br, www.angelfire.com.br e http://frugal.blogspot.com

Giovana Bortoli CRN 24831
Fotos| Laura Sachetti

________________________________________________________________________________

PÍra
Acerola
Physalis
Pitanga
Jabuticaba
       
 
   
desenvolvido por VirtuaComm Soluções Internet